18.1.10

Há pelos...

Bom pessoas, como muita gente já sabe, estou por aqui por Berlin,
e vendo muita coisa boa, um cenário de artes e cultura fervilhante,
desde galerias trendy & hipsters, até ocupações culturais e artísticas,
novas e antigas. Do mainstream ao underground.

Vendo tudo isso, fico cheio de idéias, a maioria tem a ver com umas
que já tive em outras épocas e já compartilhei com muitos de vocês,
sobre ter um espaço maior para trabalhar junto, conviver e trocar
experiências. Essas idéias tem que sair da cabeça/papel!

Agora que acabei a universidade, posso me dedicar mais a esse fim,
e vendo tudo por aqui, coisas ótimas funcionando, e estando longe daí,
fica claro que já temos tudo que precisamos pra construir esse[s] espaço[s],
já temos todas as peças, e existe algo melhor que a arte pra juntar as pessoas
e produzir/difundir cultura?

No passado ainda próximo, conseguimos realizar algumas coisas muito significativas,
o atelier 302 estando no centro dessas organizações, realizamos com sucesso duas coletivas
dos integrantes do atelier [Andrei Yurievitch, Jonas Aisengart, Jorge Allen e Tahian Bhering]
e uma coletiva de gravura [Gravura em Tempos de Crise], além de inúmeras festas e encontros etc;
o Jonas organizou por duas vezes o projeto apARTamento, conseguindo ótima atenção e repercussão.
O que fica claro é a importância do atelier da joaquim silva como espaço comum
pro encontro generalizado entre existências.

Deixo aqui esse convite pra quem quiser pensar junto um espaço mais elaborado,
que não seja um atelier e estúdio no sentido comum e banal,
mas em que possam coexistir artes visuais, culinárias, musicais... Humanas enfim.
Em qual possamos existir com nosso âmago amador e também profissional...
Dar sentido a existência juntos, fazer e acontecer, conhecer!

O ideal, é um lugar onde possamos ter um café/bar/bistrô que funcione ao mesmo tempo como galeria,
e separadamente [mas na mesma construção] espaço[s] que possam servir como ateliers de arte.

Manifestem-se por amor, aqui ou pessoalmente, quando eu já tiver voltado ao Brasil!
Vamos botar pra quebrar!!!


Lareira de luz-e-mãos

5 comentários:

Nina Nogueira disse...

Acredito que isso seja possível,
e dentro desse possível; muitas novidades nasceriam. O que iria gerar toda uma união de atuadores do mundo da arte - uma junção de vocações, idéias, e criatividade;
trazendo gente de fora para poder participar desse mundinho belo.

Ora pois... manifeste, idealize, e realize!

O que faltava era realmente isso; uma voz inicial e acolhedora, para então, atrair outras vozes sonhadoras.. criando um enorme núcleo para fazer acontecer.

Estou super dentro =)

raphael couto disse...

Acho bacana a iniciativa, um ateliê-espaço-café que tenha ações artísticas e sociais, que dê um respaldo prático para a sociedade pela produção contemporânea-jovem-carioca.

Inventar o inventável: arte-educação-arte-lazer-arte

Conte comigo.

Joh disse...

Eu lembro de você ter dado essa idéia do Café a alguns anos, e sempre achei ela ótima. Realmente acho que está na hora de juntar todas as artes em um espaço só, onde possa haver troca de experiências, performances, jam sessions e o que der na telha.

Fico feliz de ver como essa viagem está fazendo bem a você, trazendo novas idéias, experiências, expectativas, etc. Aproveite ainda o quanto puder, pra voltar pra cá com toda a força!

E conte sempre comigo!

gui lherme disse...

parabéns pelo texto inspirador e emocionante, tahiano.

precisa dizer que to dentro?

Mari Avillez disse...

que a luz se super exponha,
das maos,
para íris adentro
e quanto mais dentro, aflora
a teia

Arquivo do blog